543193-0100
62 Anos Com Você

Informativos

19/01/2016

Trigo: Para cada navio dos EUA chegam 5 da Argentina

“Analisando o Line Up dos portos do Nordeste brasileiro, encontramos um navio com trigo americano para cada cinco navios com trigo argentino. Os moinhos estão trazendo trigo melhorador dos Estados Unidos e mesclando-o com trigo argentino para a produção das suas farinhas, conforme a demanda”. A afirmação é de Luiz Carlos Pacheco, analista sênior da Consultoria Trigo & Farinhas. 

Segundo ele, para completar a sua necessidade, o Brasil precisará importar cerca de 2,6 milhões de toneladas entre abril e agosto deste ano: “Destas, cerca de 1,26 milhões serão de trigo para a fabricação de farinha de panificação, ou trigo melhorador e a maior parte deverá vir dos Estados Unidos, porque não há trigo desta qualidade mais no Mercosul (a não ser pequenas quantidades do Uruguai e do Paraguai que, somadas não devem atingir mais do que 250 mil tons)”. 

“E outras 1,34 milhão de toneladas de trigo com qualidade média, para a produção de biscoitos, bolachas e massas de qualidade inferior ou receber mescla de trigo melhorador para a fabricação de farinha de panificação, deverão vir da Argentina e do Uruguai, cujos trigos foram severamente afetados nesta safra. A pouca produção de trigo melhorador da Argentina deverá ser toda absorvida pelos moinhos locais, para o seu próprio consumo interno”, explica.

“Outro detalhe é que, observando o Line-Up dos portos argentinos, o volume de exportações de trigo para outros destinos (Chile, África, Indonésia, Estados Unidos, que compram trigo para a produção de ração animal) é maior do que o que está sendo embarcado para o Brasil, que compra trigo para consumo humano”, conclui o especialista.

Logo Grandespe Sementes